quarta-feira, 13 de maio de 2015

A Herdeira de Kiera Cass


Avaliação:  | 394 páginas; Editora Seguinte

A Herdeira é o quarto livro da série A Seleção, então esta resenha poderá conter alguns spoilers dos livros anteriores. 
Aqui nós acompanhamos Eadlyn, filha de America e Maxon, a princesa primogênita e, portanto, futura rainha de Illéa. Mesmo após a abolição das castas que dividiam a sociedade, o rei Maxon e toda a família real sofrem com revoltas por todo o país. A fim de aquietar o povo enquanto pensam em uma maneira de resolver os problemas, rei e rainha resolvem trazer de volta a antiga tradição que os uniu: a seleção. Dessa vez é Eadlyn quem procurará um pretendente entre os 35 garotos que serão escolhidos para passarem um tempo no palácio, tentando conquistá-la.
De início Eadlyn detesta a ideia e decide fazer de tudo para que os garotos desistam por si só da competição. Kiera Cass tem o poder de criar protagonistas que não me motivam a ter reação alguma; eu nem gosto nem desgosto de Eadlyn, mas achei interessante uma protagonista mulher de romance, que é muito dedicada ao seu trabalho e pouco se interessa por encontrar um marido. Ela é muito independente e não quer perder sua liberdade, ao mesmo tempo que tem muitos problemas para se aproximar emocionalmente das pessoas que não conhece. Essa fuga do padrão de protagonista totalmente submissa ao amor e excitação que sente por um homem foi algo de que gostei bastante. Não que America fosse assim, mas Eadlyn é racional, gosta de ter controle e é firme, o tipo de personalidade que pouco vemos em livros como esse.
Eadlyn tem três irmãos homens, dois mais novos e um gêmeo seu. Porém, por ter nascido 7 minutos antes, ela é considerada a mais velha. Em uma monarquia, apenas o primeiro filho homem tem direito à coroa, mas logo na primeira página Eadlyn nos diz que os pais dela não acharam que isso seria justo com ela e mudaram a lei, para que ela pudesse reinar, e o povo ficou super feliz. Achei isso tão rápido e simples; em uma linha a autora conseguiu contornar esse detalhe, como se fosse a coisa mais fácil do mundo, para que a história seguisse o rumo que ela queria. Confesso que entortei o nariz quando li isso.
Mais uma vez nós vemos um background supostamente distópico, com problemas sociais e políticos, com bastante potencial, mas mal desenvolvido. Claramente a autora não sabe sobre o assunto que está tentando escrever e as passagens sobre os conflitos sociais do livro são tão rasas e de raciocínio mínimo, que parecem ter sido escritas por um adolescente (que provavelmente deve estar vendo aquela matéria na escola no momento, por isso se sentiu "inspirado"). Admito que Kiera melhorou desde a trilogia - até porque neste livro acompanhamos a futura rainha, envolvida nos problemas do país -, mas continua fraco.
No entanto, esse livro tem aquele poder viciante, que me fez terminá-lo em um fim de semana. A escrita é simples e o romance instigante, então senti uma animação grande em acompanhar tudo. Como Eadlyn não está muito interessada nos rapazes, nós conhecemos pouco deles. Senti um certo vazio por isso, mas pelo menos alguns deles tiveram chance de se destacar. Gostei muito de Kile, um dos filhos de Maureen, amiga de America, que vive no castelo desde pequeno (apesar de que seria muito clichê se ela terminasse com ele), de Henri (acho que nunca daria certo, afinal ele só fala finlandês, mas ele é incrivelmente gentil e dedicado), Erik (apenas o intérprete de Henri; seria bem diferente se ela terminasse com ele) e Hale (que se mostrou sempre um rapaz muito digno e educado). É claro que ao longo do tempo Eadlyn acaba se apegando um pouquinho aos meninos e parece que irá tentar, de verdade, nos próximos livros. Estou muito ansiosa, gostaria de já poder ler a sequência, pois senti que esse livro foi bem mais uma introdução.

Resenhas dos livros anteriores: A Seleção | A Elite | A Escolha

3 comentários:

  1. Eeei! Estou super ansiosa para ler A Herdeira! Sou apaixonada por esta série! <3 Adorei a sua resenha, me fez ficar ainda mais curiosa sobre o livro, hahaha =P

    Beijooo

    http://blogfloreando.blogspot.com.br/ <3

    ResponderExcluir
  2. Esse livro está dando muito que falar. As opiniões são diversas. Ouço pessoas dizendo altos elogios e outras criticando. Você parece que ficou no meio termo.
    Minha curiosidade ficou tão grande por causa desse livro que acabei comprando a série toda. Vamos ver se vou gostar.
    Abraços!

    Meu blog:
    http://filosofodoslivros.blogspot.com.br/

    Canal do youtube:
    https://www.youtube.com/channel/UCwERcNAl7UuKYL6gJrISoLw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu consegui enxergar o que a série tem de bom e o que tem de problema. Eu acho um livro beeem mediano, mas acabou que eu gostei hahaha Guilty pleasure.

      Excluir