segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Os Segredos de Colin Bridgerton de Julia Quinn


Avaliação: ☆ | 336 páginas; Editora Arqueiro

Assim que fechei o terceiro livro da série Os Bridgertons, estava ansiosa pelo quarto, pois ele conta a história do meu irmão Bridgerton preferido. A série é composta por oito livros, já lançados em inglês e que ainda estão sendo traduzidos. Os Segredos de Colin Bridgerton foi o último a ser lançado aqui no Brasil. Apesar das histórias terem algumas ligações, como personagens e acontecimentos, não é necessário lê-los em ordem, apesar deles seguirem uma linha cronológica.
Neste volume acompanhamos o romance entre Penelope e Colin, ambos personagens já conhecidos por quem leu os livros anteriores. Colin sempre foi meu favorito por ser descontraído, engraçado, sorridente e sempre ter o que dizer. Penelope, porém, sempre se mostrou uma garota muito sem graça e confesso que torci o nariz quando soube que ela seria o par de Colin.
No entanto, ela nos surpreende muito. Com 28 anos, já considerada uma solteirona, Penelope aceitou seu destino. Podemos ver que ela se tornou uma mulher muito inteligente e sarcástica e em poucas páginas eu já estava a adorando.
Colin também mostra outro lado de sua personalidade, um traço que parece ser genético: por mais tranquilo que ele possa aparentar, na verdade, quando enfurecido, ele se torna uma verdadeira fera. Isso me incomodou muito, pois não condiz com o jeito simpático dele e me pareceu um detalhe um tanto deslocado e sem sentido. Ainda assim, ele continua sendo charmoso e atencioso.
Como em todos os livros da série, nesse descobrimos as maiores inseguranças do Bridgerton em questão e sua superação através do apoio de seu par romântico. O romance se desenvolve muito bem e com naturalidade. É uma trama previsível, mas ainda assim instigante. A autora tem uma escrita muito fluida e gostosa de ler.
O mais divertido de todo o livro foi a busca pela identidade de Lady Whistledown, anônima que escreve sobre a sociedade no jornal, sem esconder nomes, e com um humor muito ácido. Ela está presente em todos os livros até então, portanto o mistério é intrigante.
É um ótimo romance de época, com direito a vestidos, bailes, cenas adoráveis e cenas mais sensuais, tudo muito bem construído e escrito.


2 comentários:

  1. Eita, essa família <3 Nove de cada dez meninas preferem o Colin, mas eu ainda fico com o Benedict hahaha Eu acho que esse gênio forte faz parte dos Bridgertons, todos os rapazes são assim, mas entendo seu estranhamento em relação ao Colin que sempre pareceu ser mais divertido e despreocupado. Mas é isso que gosto na escrita de Quinn, ela sempre busca nos apresentar a fundo cada pedacinho de seus personagens, cada medo e desejo ocultos. Quem está ansiosa pelo próximo livro? Euuuuu! Socorro, estou cada dia mais viciada hahaha
    Beijo :)

    www.blogrefugio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos são, mas achei muito contradizente o Colin ser assim, me pareceu forçado, sabe?
      Siiiim! Principalmente por que já demos uma "espiadinha", afinal ele se passa quase que simultaneamente ao quarto livro, né?! Também sou viciada! <3

      Excluir